Pular para o conteúdo principal

Uma hora o drama acaba.


Já passou das duas horas da manhã e eu continuo sentada na minha cama, apenas com o abajur aceso, uma xícara de chocolate quente e o meu velho caderno no colo. Continuo escrevendo sobre você, pensando em você, querendo você para mim. Um dia mamãe me disse ‘você é muito antiquada, menina’ e eu que antes batia o pé, hoje, bem baixinho, posso dizer que ela tem razão.

Suas palavras tem mais força do que pode imaginar, sabe disso? Você nem deve se lembrar que me disse uma vez que eu era a mulher mais bonita que já conheceu. Eu me lembro dessa e de todas as outras frases, eu me lembro de todos os detalhes, mas hoje nada faz sentido. E eu devia esquecer. Mas sou romântica. Sou estúpida. Sou boba. E tudo isso junto, nunca poderia dar em boa coisa.

E por isso, continuo escrevendo textos que ao amanhecer, jogarei no lixo. Afinal, quem iria querer lê-los? Nem eu, confesso. Primeiro porque não me fariam bem, segundo porque são ruins. Falta coerência e são muito clichês. Mas a verdade é que todos os textos que falam de amor são. Porque o amor é. Porque eu sou. Repetitivos e sem lógica.

Vou fazer outra xícara de chocolate, porque essa é outra coisa que faz parte do amor: engordar. E vou deixar as lágrimas escorrerem mais um pouco, para ver se equilibra o meu peso. E vou também dormir só mais três horas até a hora de acordar para ir para o trabalho. E nesse ciclo, uma hora o sono vai falar mais alto e isso aqui vai acabar. Esse show, esse drama toda madrugada. Se o amor não durou para sempre, o sofrimento também não vai durar.

Comentários

  1. Belo texto, eu também acredito nisso. Se o amor não durar para sempre o sofrimento também não irá.

    Confira o Esmalte da Semana. É um esmalte glamouroso, vibrante e eu gosto bastante dessa cor =D

    Beijinhos de luz =***

    Cllara Maranhão ʚɞ
    http://cllaramaranhao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. A última frase resumiu tudo.
    A parte que a mãe disse "vc é muito antiquada" só me lembrou eu com minha mãe. Digamos que sou meio assim...
    AMEI o texto. Perfeitamente.
    beijos
    http://oicarolina.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Carol, acabei de ver seu comentário, haha! O meu prof. também nos mostrou a exposição com os personagens do Maurício, mas eu gostei mais da Barbie, por isso postei, *-*. E quanto a ficar acordada de madrugada... eu sempre fico, por variados motivos, nem sempre por desilusão. Muitas vezes é apenas a minha ansiedade falando mais alto e não me deixando dormir :3
    Love, Nina.
    http://omundocoloridodanina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha existem diversos motivos para ficarmos acordadas... No caso, a minha personagem, foi a desilusão... :)

      Excluir
  4. Que texto lindo <3 Você escreve muito bem, me identifiquei! Sou romântica e estúpida e isso quase nunca dá bons frutos. Mas, sei lá, ultimamente nem tô achando assim tão ruim. <3

    http://pedrasnaminhajanela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Belo texto...tens o DOM da escrita !!
    Parabéns pela página...

    Beijos
    http://jonathanejonathan.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi amr! Desculpa incomodar assim, mas queria te avisar que ta rolando um sorteio lá no blog e vir te convidar a participar.
    O link é esse: http://himi-tsu.blogspot.com.br/2013/08/sorteio-com-obashop.html
    ;3
    Se não tiver interesse por favor apenas desconsidere meu recado e mais uma vez desculpa o incomodo ♥

    Cecilia Mesquita
    Coffee Drop Blog

    ResponderExcluir
  7. Que texto lindo! E eu concordo. O drama e o sofrimento são coisas pelas quais a gente precisa passar. Mas passar, entrar e sair dessa. Não viver nessa.
    Gostei muito!

    Um beijo
    www.kvcomvoce.com

    ResponderExcluir
  8. Olha, eu realmente espero que isso seja verdade. Todo mundo fala que as coisas sempre passam e acabam, mas, infelizmente, eu realmente não consigo chegar a esse memento. Sei lá, parece que a dor nunca passa. Passa tudo, mas aquilo fica e você chega se acostuma, vira normal. Ou passa mesmo, ou é só convivência.
    http://doisquintos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. "Se o amor não durou para sempre, o sofrimento também não vai durar."

    Verdade! Lindo texto! =)

    osdetalhesdeumavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Sempre digo isso, que as palavras podem machucar mais que agressão física. Costumo dizer que o tempo, é o senhor de tudo, e justamente, acaba com o amor, mas acaba com o sofrimento também. Ótima Quarta, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Bom texto Maria, tudo passa, é só dar tempo ao tempo.

    Adorável Tédio | Fã Page

    ResponderExcluir
  12. adorei o texto *---*

    Beijos!
    http://meuvicioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Que texto perfeito é esse?? Essa ultima frase foi perfeita! Nunca tinha pensado nesse ponto de vista..

    Beijinhos, Garota Inocente

    ResponderExcluir
  14. Oi Maria Carolina!
    Adorei o texto, você escreve muito bem!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  15. Adorei o texto, eu acredito que tudo tem o seu tempo, as vezes o que a gente vive hoje a a gente não irá viver amanhã né.
    Beijinhos
    Facebook do blog
    conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. OMG!!!!!!! QUE PERFEITOOOO!!!!
    Nossa! Sabe, me lembrei de mim! hahahaha
    Muitas vezes passamos horas pensando na pessoa amada....
    Aihn amei, amei, amei!
    Ja sabe, ne? *-*
    Beijinhos, nega!
    Jennifer
    http://queridamaiscafe.com/

    ResponderExcluir
  17. E acab viu, esse drama todo. Passa mais rápido do que agente imgina. O bom disso tudo é que rende histórias, eu pelo menos escrevo melhor quando sofro.
    hahahah
    amei seus textos.
    tem post novo lá no blog.
    beijos,
    barradosno-baile.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que você quer?

Depois de muito tempo sendo apenas passageira, vivendo totalmente sem rumo e sem um lugar para voltar, eu preciso de algumas certezas. Coisa boba, do tipo, o que você quer no momento? Digo, comigo. Com a vida. Com o amor. Está tudo envolvido, espero que saiba. Tudo ligado, mas também facilmente desligado, se for necessário . É que o seu jeito é uma junção de tudo que eu adoro, mas o meu jeito extrovertido é o que mais chama atenção em mim. O seu sorriso é lindo, mas o meu vive sendo elogiado também. Os seus olhos são claros e vivos, mas o meu são brilhosos e me revelam muito facilmente. Gosto do seu estilo e também do meu. A questão é que, todas essas coisas são superficiais ao mesmo tempo em que denunciam logo quando tem algo errado com a gente, já percebeu? Não quero sofrer novamente. Não quero me fechar, não quero perder o meu sorriso, não quero que as lágrimas inundem o meu rosto e principalmente, não quero passar a voltar a usar moletom. E engordar, me afundar, embara

Não estou indo para a forca!

Hoje o dia acordou cinzento e ensopado. Isso é diretamente responsável por 30% do meu mau humor matinal, tem coisa mais desanimadora do que acordar cedo no frio e com chuva? Liguei o chuveiro na temperatura pelando e sem pensar em horário, tomei um banho longo com o intuito de relaxar. Fiz um coração (e ainda escrevi a letra P) no espelho embaçado por causa do calor e após me arrumar, desci para tomar o meu café da manhã. Mamãe me deu um bom dia animado – mais que o normal. Papai apenas olhou para mim e sorriu de lado. E a minha irmã a essa hora ainda nem tinha levantado. Na televisão falava sobre exercícios importantes para o cérebro se manter ativo. Descobri que o meu deve estar para lá de sarado, porque a dica número um é ler . Enquanto o meu pão esquentava, eu arrumava a minha mochila para o longo e novo dia que estava por vir. Peguei o meu fone, “A Última Carta de Amor”, livro que estou lendo no momento e a minha carteira. Basicamente é disso que eu preciso. O celular já estava

2013

2013 . Quem se atreve a dizer que foi o melhor ou pior ano da sua vida? Se você consegue, sorte a sua! Para mim, confesso, ainda não consegui nem me decidir se foi um ano bom ou um ano ruim. Foi um dos anos que mais aconteceram coisas, muitas surpresas, decepções, novidades, recomeços...  Percebi que foram 365 dias bem divididos entre dias maravilhosos e dias tristes. E em cada área da minha vida tudo foi acontecendo de uma forma diferente da que eu esperava. Eu achei que em certo ramo estava estável e muito bem resolvida, mas exatamente nessa a vida me deu uma rasteira braba. Onde eu desejava tanto que algo acontecesse, não vi mudanças. Batalhei por objetivos que não foram alcançados, mas fui recompensada com surpresas incríveis.  E hoje eu posso ver que sobrou um imenso aprendizado. Aprendizado da vida, de mim mesma, das pessoas. Foi o ano em que mais fui exigida! Emocionalmente, com certeza. Mas também nas minhas responsabilidades, nas minhas relações, na minha mente