Pular para o conteúdo principal

Tudo passa. Incrível, não?


Quando a gente menos percebe passa. E é estranho, sabe? Sentir-se vazia. Sentir-se novamente somente sua. Sentir-se como se tivesse tanto pela frente ainda e de novo. Parece que a gente simplesmente acorda com vontade de mudar tudo de lugar, com vontade de recomeçar. 

Foi de repente que me vi deixando ele ir embora, deixando de acreditar no que não existia. Comecei a me apegar ao que valia a pena, ao que me fazia bem e não ao que me fazia lembrar dele. A saudade é traiçoeira e eu não deixaria que ela me fizesse de boba. Não mais. Tentei me convencer de que era o melhor. De que merecia mais. E foi aí que, um pouco depois, senti o tal vazio. Imenso, mas tão bom e reconfortante. Um vazio cheio de liberdade.

E então eu senti vergonha. Isso mesmo. Muita vergonha. Afinal, eu disse para todo mundo que ele nunca ia passar! Vê se pode? Bati o pé, fiz drama, coloquei músicas da Adele para ouvir e só dormia quando já estava desidratada. Ligava para as amigas e coitadas, ainda me ouviam repetir a mesma bobeira todas as vezes. Não aceitava convite de outros caras tão melhores que ele e escrevia madrugada a dentro sobre o quanto você nunca ia passar. Tudo tão patético, hoje eu vejo claramente o quão ingênua eu fui.

Mas passado esse período, eu comecei a sentir vontade de preencher o meu vazio, sabe? Com uma boa taça de vinho ou uma boa conversa com os amigos no bar. Podia ser com um novo livro ou um novo desafio na vida. E também, porque eu não quero excluir nenhuma possibilidade, podia ser sim com uma nova história e um novo alguém. Podia ser qualquer coisa, portanto que fosse novo e inspirador.

E foi a partir daí que eu (re)comecei a viver. E realmente comecei a acreditar que aquela tal frase clichê e tão batida é realmente verdade. “Tudo passa”. Incrível, não?

Comentários

  1. É engraçado como uma hora precisamos de tudo, e depois não precisamos de nada.
    Entendo esse vazio, já me senti assim muitas vezes. Mas, a maioria das vezes não é de amor esse vazio que sinto é de realização de sonhos. Seu texto está perfeito, muito rico em detalhes e sentimentos. É bom encontrar escritoras assim por aí... beijocas.

    www.dezoitoeai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ótimo texto!
    Beijinhos da Lu *-*
    http://lucarolinemoraes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já disse que o jeito que você escreve é muito maravilhoso? Provavelmente, sim.
    Espero não ter que passar por isso, mas essa vergonha é muito angustiante, pois é como se você se sentisse totalmente idiota por acreditar veementemente em algo e AINDA sair falando para as pessoas.
    Seus textos > sempre lindos e passando muito bem o que quer dizer.

    Beijos, Ang
    http://angelaguidi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindonaaaa!! Obrigada por fazer o meu dia melhor com seus comentários!! rs
      Mas é sim, sabia? Já passei sério por isso! rs

      Excluir
  4. Já disse isso e vou dizer de novo: SEMPRE que leio um texto seu, ele me lembra alguma coisa que já vivi, e esse em especial, eu já vivi muitas vezes HAHAHA TUDO passa! Se até as coisas boas passam, imagine as ruins...
    http://www.canseidesernerd.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso para mim é ótimo!!! Porque eu tento ser o mais realista possível, sem deixar de lado o que um texto ou crônica precisa!
      Quem nunca né?? Eu então... rs

      Excluir
  5. Nossa me identifiquei muito haha. Minha mãe tem costume de dizer que tudo é fase, e ela acertou em cheio numa vez que fiz igual a esse texto: bati o pé e disse que não ia passar. Mas passou w hoje eu agradeço muito por isso! Ótimo texto, como sempre.

    www.almostthemoon.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente e nossa mania de não ouvir nossas mães!! rs
      Obrigada Louise! *-*

      Excluir
  6. Adorei o texto! Também passei/passo por isso, realmente é estranho esse vazio, mas depois é recompensado pela liberdade em sentir-se apenas sua e que não depende da presença de nenhum outro alguém pra ser feliz e continuar vivendo a sua vida.

    xx, www.ladodecoragem.tk

    ResponderExcluir
  7. É uma das maiores verdades da vida e que muitas vezes nos esquecemos dela. Tudo passa. Tenha uma semana abençoada, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Nossa, como você escreve bem. Eu já passei por isso, exatamente assim, como se a dor não fosse passar. Sentir uma vontade imensa de deixar tudo e pular a fase, mas, então, superei, e é verdade, tudo na vida passa.

    http://destinoincertoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Que saudades de vir aqui, Maria! E não é por menos,
    logo nas primeiras linhas você já fala exatamente sobre como eu estou me sentindo agora, e sobre como foram meus ultimos meses difíceis!
    "Parece que a gente simplesmente acorda com vontade de mudar tudo de lugar, com vontade de recomeçar."

    Parabéns por conseguir escrever tão bem!
    Um beijo

    www.naotenhopressa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownn que bom que voltou e não se arrependeu!! *-*
      E vai passar viu? PROMETO

      Excluir
  10. Você me fez lembrar de como a gente sempre vive em ciclos, não é verdade?
    Nos apaixonamos, voamos, quebramos a cara, nos desiludimos e aprendemos a recomeçar sempre dizendo "nunca mais volto a me apaixonar". E depois de um tempo com a mente e o coração vazios sentimos falta de acordar pensando em alguém ou de chorar ouvindo Nando Reis. Daí, então, acabamos deixando que aconteça tudo de novo!
    Mas né, algum dia tem que dar certo!

    Beijo Carol!
    http://tudo-oquesou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Glenda, exatamente isso! E o melhor, aprendemos muito com cada etapa, cada fase!!

      Excluir
  11. Tudo passa, Deus nos ama e isso que importa :)

    ResponderExcluir
  12. Adorei o texto ! Literalmente, quando a gente menos espera, passa.

    http://www.paaradateen.com
    http://www.facebook.com/PAARADATEEN

    ResponderExcluir
  13. Essa frase é uma das mais corretas! Depois de algum tempo as coisas ficam melhores e até rimos de nossas ações desesperadas! Carol, stava com muita saudades de ler seus textos!
    Meu Filme virou Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade! rs
      Own, fofa! Que bom que sentiu e voltou para lê-los :)

      Excluir
  14. Tudo passa mesmo, é uma questão de tempo.

    www.instagram.com/rockcomluxo
    www.rockcomluxo.com

    ResponderExcluir
  15. Muito bom esse texto, e ainda bem que tudo passa né? A vida é cheia de fases, as vezes demora, é sofrido, mas graças a Deus podemos continuar a seguir e aproveitar a vida!

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  16. Como já dizia meu sábio professor de literatura no colégio...
    Tudo passa: a vida passa, o ferro passa, o ônibus passa, a uva passa...
    kkkkk.
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Tudo passa, para Deus trazer coisas melhores!
    Beijos
    blogdabellas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Essa é uma das coisas boas da vida. Nunca somos eternamente tristes.

    Beijos
    http://manuellamontesanto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Quando terminamos uma fase na vida, mudamos emprego, terminamos um relacionamento ou começamos a estudar, trabalhar, é como se virássemos alguém novo, eu adoro! Estou precisando mesmo de uma motivação, fazer essa fase passar, recomeçar. Adorei seu texto, como sempre! ♥

    mabeato.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada linda!
      Exatamente isso, é bom recomeçar, viver algo novo!

      Excluir
  20. Esse texto só pode ter sido escrito especialmente para mim.
    Era isso que eu estava precisando ler.
    Sei que tudo passa e precisa passar logo, antes que eu enlouqueça.

    Minhas Impressões

    ResponderExcluir
  21. Pois é, tudo um dia passa, as vezes passa da pior maneira que nem podemos imaginar, aprendemos da pior maneira.
    Mas sei que o importante é ter a cabeça aberta, mas nem tanto para que não entre nada de indesejável..

    Aiai, quando eu tiver uma folguinha, tentarei ler todos os seus textos :D

    Kisu
    www.eraoutravez.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que você quer?

Depois de muito tempo sendo apenas passageira, vivendo totalmente sem rumo e sem um lugar para voltar, eu preciso de algumas certezas. Coisa boba, do tipo, o que você quer no momento? Digo, comigo. Com a vida. Com o amor. Está tudo envolvido, espero que saiba. Tudo ligado, mas também facilmente desligado, se for necessário . É que o seu jeito é uma junção de tudo que eu adoro, mas o meu jeito extrovertido é o que mais chama atenção em mim. O seu sorriso é lindo, mas o meu vive sendo elogiado também. Os seus olhos são claros e vivos, mas o meu são brilhosos e me revelam muito facilmente. Gosto do seu estilo e também do meu. A questão é que, todas essas coisas são superficiais ao mesmo tempo em que denunciam logo quando tem algo errado com a gente, já percebeu? Não quero sofrer novamente. Não quero me fechar, não quero perder o meu sorriso, não quero que as lágrimas inundem o meu rosto e principalmente, não quero passar a voltar a usar moletom. E engordar, me afundar, embara

Não estou indo para a forca!

Hoje o dia acordou cinzento e ensopado. Isso é diretamente responsável por 30% do meu mau humor matinal, tem coisa mais desanimadora do que acordar cedo no frio e com chuva? Liguei o chuveiro na temperatura pelando e sem pensar em horário, tomei um banho longo com o intuito de relaxar. Fiz um coração (e ainda escrevi a letra P) no espelho embaçado por causa do calor e após me arrumar, desci para tomar o meu café da manhã. Mamãe me deu um bom dia animado – mais que o normal. Papai apenas olhou para mim e sorriu de lado. E a minha irmã a essa hora ainda nem tinha levantado. Na televisão falava sobre exercícios importantes para o cérebro se manter ativo. Descobri que o meu deve estar para lá de sarado, porque a dica número um é ler . Enquanto o meu pão esquentava, eu arrumava a minha mochila para o longo e novo dia que estava por vir. Peguei o meu fone, “A Última Carta de Amor”, livro que estou lendo no momento e a minha carteira. Basicamente é disso que eu preciso. O celular já estava

2013

2013 . Quem se atreve a dizer que foi o melhor ou pior ano da sua vida? Se você consegue, sorte a sua! Para mim, confesso, ainda não consegui nem me decidir se foi um ano bom ou um ano ruim. Foi um dos anos que mais aconteceram coisas, muitas surpresas, decepções, novidades, recomeços...  Percebi que foram 365 dias bem divididos entre dias maravilhosos e dias tristes. E em cada área da minha vida tudo foi acontecendo de uma forma diferente da que eu esperava. Eu achei que em certo ramo estava estável e muito bem resolvida, mas exatamente nessa a vida me deu uma rasteira braba. Onde eu desejava tanto que algo acontecesse, não vi mudanças. Batalhei por objetivos que não foram alcançados, mas fui recompensada com surpresas incríveis.  E hoje eu posso ver que sobrou um imenso aprendizado. Aprendizado da vida, de mim mesma, das pessoas. Foi o ano em que mais fui exigida! Emocionalmente, com certeza. Mas também nas minhas responsabilidades, nas minhas relações, na minha mente