Pular para o conteúdo principal

Rapidinhos - Top 5 (Junho)

Oi gente!! Tô de volta com mais um top 5 com os textos mais curtidos do mês, dessa vez de Junho, lá da minha página do Facebook!

Vamos lá!


O que depender de você, faça. Dê duro, corra atrás, se vire e desvire quantas vezes forem preciso. Mas o que depender dos outros, pelo amor de Deus, deixe para os outros. Em hipótese alguma, faça por dois. Nunca valerá a pena.


❤ 


Podem me julgar, mas se tem uma coisa que eu aprendi a dar crédito é para a minha intuição. Sabe quando a gente não gosta muito de uma pessoa e aparentemente não existem motivos para isso? Seja a amiga do seu namorado, a prima da sua melhor amiga ou o namorado da sua irmã. O mundo inteiro diz que é bobagem e nós mesmos tentamos nos convencer disso, mas não dá certo. E o que acontece depois? Não sei com vocês, mas com todas as pessoas que eu fiquei com uma pulguinha atrás da orelha, chegou uma hora que elas mostraram que a minha implicância não era em vão. Eu nunca me enganei. Nunca. Nunquinha. Vai ver é um sopro do meu amigo lá de cima. Vai ver eu tenho um santo forte. Vai ver tudo é pura coincidência. Seja lá o que for, funciona comigo e eu confio mesmo nos meus pressentimentos. 


❤ 




As coisas ruins acontecem e, infelizmente, você não pode impedir isso. Mas as coisas boas também acontecem e, ainda bem, você também não pode impedir isso. Uma não anula a outra, mas em qual delas você vai querer gastar a sua energia? 

❤ 




Já passei do estágio de sofrimento. Foi bem rápido, ainda bem. Algumas poucas semanas de luto e pronto, estava eu sorrindo (sinceramente) por aí mais uma vez. Agora chegou a fase crítica que toda romântica assumida como eu vivencia: Vontade de amar novamente. Gente do céu, parece que não aprendemos né? É sempre o mesmo ciclo, mesmo depois de mais uma decepção no histórico, estamos ávidas por um novo amor. E não me julguem como carente, tô muito feliz sozinha, ok? Só que uma mão segurando a minha é algo que sempre enche os meus olhos, muito mais do que uma mão na minha nuca a cada final de semana.


❤ 

Desconfie. Sempre. Não do amor, porque esse merece toda a nossa fé, mas das pessoas. Tenha medo sim. Mantenha sempre um pé atrás. Vá com calma. Muita calma. Infelizmente, existem pessoas que interpretam bem, mas a verdade é que não fazem a mínima ideia do que é amar - e também não fazem questão nenhuma de aprender. E, no final, adivinha para quem vai sobrar todo o sacrifício e decepção? Exatamente. Você que mergulhou de cabeça em mais um relacionamento fadado ao fracasso por afobação e/ou ingenuidade. 



Foram esses, pessoal! Esse mês eu bati recorde de curtidas nos textos, o primeiro que postei já tem mais de 230 curtidas e eu fiquei muito muito muito feliz! *-* 

Espero que gostem! Me digam o que acharam, tá? :)

Beijos,


Comentários

  1. Tanto seus "Rapidinhos" quanto seus textos maiores são lindos. Você escreve muito bem e sei que já disse isso dezenas de vezes. O primeiro foi o que eu mais me identifiquei. Maravilhoso!

    Beijos,
    Nepente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda!!! E eu não me canso de ouvir não, sabia? rs
      É o meu preferido também!! =)

      Excluir
  2. Me indentifiquei um pouco com todos. Você tem um talento incrível! Escreve mais que bem, parabénsssss

    http://girlsmachine.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Todos são lindos, você manda muito bem!

    Fan Page l @PriscilaFrr
    xoxo.

    ResponderExcluir
  4. Que textos legais, um dia quero aprender a escrever bem assim .__.'
    parabéns >_<

    http://passaro-de-inverno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha fofa! Mas é questão de treino também, viu?
      Obrigada Marina!! *-*

      Excluir
  5. Seus textos são incrivelmente bons. Você lê e em segundos reflete. Muito bom mesmo. Amei o quarto.
    http://pensamentosdefabs.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Lendo o quarto texto, me lembrei de uma coisa que uma amiga me disse uma vez - "melhor é esperar por alguém que valha à pena, porque depois do primeiro namorado a gente não consegue ficar sozinha". E realmente faz sentido. Acho que tenho tanta facilidade em ficar solteira justamente porque nunca namorei...
    Enfim, seus textos estão cada vez melhores e eu me lembrei de te perguntar se já está trabalhando em algum livro, está? Seria ótimo ler um romance seu! =]

    Beijo, com Deus!
    http://tudo-oquesou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, isso que a sua amiga disse faz muito sentido mesmo sabia? Depois que experimentamos das coisas boas de se ter alguém, fica um pouco difícil não querer de novo e de novo e de novo...
      E menina, não diz uma coisa dessa que assim cê me mata! rs Tão bom saber que alguém se interesse em ler algo meu! *-*
      Mas vou te confessar duas coisas: Sim, estou trabalho em um livro já. E a segunda: É muito difícil :( haha
      Eu gosto mesmo e sou melhor em escrever textos curtos, sabe? Masssss está fluindo! Vamos ver. Só não sei mesmo quando esse filho ficará pronto.

      Excluir
  7. Uma coisa que minha vó sempre disse, cresci ouvindo e é verídco
    Intuição de mulher nunca falha.. quando duvida de algo é pq tem =D

    ResponderExcluir
  8. Muito bom seus textos, ótimas expressões e bem tocantes. Parabéns!!

    Mixação | Um blog teen para quem pensa mix.

    ResponderExcluir
  9. nossa, você escreve muito bem, é muito fácil se identificar com tudo que você escreve, queriaa ter esse dom kk
    http://falsaprincesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que você quer?

Depois de muito tempo sendo apenas passageira, vivendo totalmente sem rumo e sem um lugar para voltar, eu preciso de algumas certezas. Coisa boba, do tipo, o que você quer no momento? Digo, comigo. Com a vida. Com o amor. Está tudo envolvido, espero que saiba. Tudo ligado, mas também facilmente desligado, se for necessário . É que o seu jeito é uma junção de tudo que eu adoro, mas o meu jeito extrovertido é o que mais chama atenção em mim. O seu sorriso é lindo, mas o meu vive sendo elogiado também. Os seus olhos são claros e vivos, mas o meu são brilhosos e me revelam muito facilmente. Gosto do seu estilo e também do meu. A questão é que, todas essas coisas são superficiais ao mesmo tempo em que denunciam logo quando tem algo errado com a gente, já percebeu? Não quero sofrer novamente. Não quero me fechar, não quero perder o meu sorriso, não quero que as lágrimas inundem o meu rosto e principalmente, não quero passar a voltar a usar moletom. E engordar, me afundar, embara

Não estou indo para a forca!

Hoje o dia acordou cinzento e ensopado. Isso é diretamente responsável por 30% do meu mau humor matinal, tem coisa mais desanimadora do que acordar cedo no frio e com chuva? Liguei o chuveiro na temperatura pelando e sem pensar em horário, tomei um banho longo com o intuito de relaxar. Fiz um coração (e ainda escrevi a letra P) no espelho embaçado por causa do calor e após me arrumar, desci para tomar o meu café da manhã. Mamãe me deu um bom dia animado – mais que o normal. Papai apenas olhou para mim e sorriu de lado. E a minha irmã a essa hora ainda nem tinha levantado. Na televisão falava sobre exercícios importantes para o cérebro se manter ativo. Descobri que o meu deve estar para lá de sarado, porque a dica número um é ler . Enquanto o meu pão esquentava, eu arrumava a minha mochila para o longo e novo dia que estava por vir. Peguei o meu fone, “A Última Carta de Amor”, livro que estou lendo no momento e a minha carteira. Basicamente é disso que eu preciso. O celular já estava

2013

2013 . Quem se atreve a dizer que foi o melhor ou pior ano da sua vida? Se você consegue, sorte a sua! Para mim, confesso, ainda não consegui nem me decidir se foi um ano bom ou um ano ruim. Foi um dos anos que mais aconteceram coisas, muitas surpresas, decepções, novidades, recomeços...  Percebi que foram 365 dias bem divididos entre dias maravilhosos e dias tristes. E em cada área da minha vida tudo foi acontecendo de uma forma diferente da que eu esperava. Eu achei que em certo ramo estava estável e muito bem resolvida, mas exatamente nessa a vida me deu uma rasteira braba. Onde eu desejava tanto que algo acontecesse, não vi mudanças. Batalhei por objetivos que não foram alcançados, mas fui recompensada com surpresas incríveis.  E hoje eu posso ver que sobrou um imenso aprendizado. Aprendizado da vida, de mim mesma, das pessoas. Foi o ano em que mais fui exigida! Emocionalmente, com certeza. Mas também nas minhas responsabilidades, nas minhas relações, na minha mente