Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

Um amor que aquece.

A gente vai amadurecendo e reformulando opiniões, enxergando o mundo de uma outra forma e  descobrindo sentimentos novos. Por isso, antes eu acharia graça, mas hoje eu fico feliz em dizer que em meio a um novo amor, o meu coração continua calmo. 

Sinto o típico frio na barriga, sinto a vontade de estar junto se pudesse todos os dias e em todos os minutos e sorrio feito boba só de lembrar dele. E ainda assim, involuntariamente, estou experimentando de uma tranquilidade que eu não imaginava ser compatível com a novidade. Estou mantendo um pé no chão – enquanto o outro voa sem rumo. Estou curiosa e ainda assim não querendo fuçar e descobrir o que o destino reservou para mim - e para nós. Estou, resumindo, vivendo um dia de cada vez.

Fazendo de cada beijo o último, cada momento valer a pena e ser especial. Afinal, não existe nada mais incerto do que o que ainda virá. E já que o dia amanhã é totalmente consequência do dia de hoje, tô valorizando cada segundo que tenho ao lado dele enquanto é…

Top 5 - Rapidinho (Setembro)

Oi gente, aqui estou eu para mais um top 5 dos textos da página!! =)

E eu que sempre tive tanto medo do vazio, surpreendo-me com a incrível sensação de liberdade que tomou conta de mim. Com o coração limpo e a mente tranquila, finalmente, estou livre para recomeçar. Livre para me arriscar. Livre para poder me preencher novamente. Mas dessa vez, sendo completamente diferente. Terei calma, cuidado e serei ainda mais seletiva. Já deu de fazer o meu coração de lixo e aceitar migalhas de qualquer coisa que me ofereçam. Ele merece mais e eu também. 



Eu só quero o seu silêncio. Não quero mais promessas verbalizadas. Não quero sonhos e planos gritados aos quatro ventos. Não quero essa necessidade boba de declarações. Eu prefiro tudo que o seu beijo pode me dizer. Tudo o que o seu sorriso pode me mostrar. Tudo o que o seu abraço pode guardar. Pra que falar o que nunca ninguém conseguiu descrever? Pra que falar daquilo que a gente não pode controlar, prever, explicar? As palavras atingem quem as…