Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

Vamos celebrar o amor, antes de tudo.

Dia dos namorados. Acho que não existe data mais polêmica e que mais gera controvérsias do que essa. Alguns casais postam fotos apaixonadas, cheias de sorrisos, presentes e declarações. Alguns dos que não namoram (e são mais revoltados) postam textos que condenam esse tipo de comportamento, outros mais tranquilos soltam piadinhas – que eu, particularmente, morro de rir. Mas a verdade é que são poucos os que realmente se calam e ignoram os dois lados.
Até o momento, eu já li uns dez textos com as mais diversas opiniões sobre o dia 12 de Junho e vi (e curti) incontáveis fotos de casais.
Bom, eu já namorei algumas vezes, estou namorando no momento e nunca fui de ficar postando fotos toda semana com a pessoa que estou. Nunca. Sou da opinião de que nada substitui um momento a dois, aquela cumplicidade, aqueles segredinhos do casal. Não exponho minhas intimidades, meus sentimentos, meus planos. Mas isso, veja bem, sou eu. Existem pessoas que gostam, que tem essa vontade de gritar para o mundo…

Da página para o blog.

Faz um bom tempo que eu não faço um top 5 dos textos da página aqui né? E eu não vou fazer mais disso uma regra, mas de vez em quando eu acho importante trazer os textos mais populares por lá para cá, para quem me acompanha mais por aqui.

Bom, segue um apanhado dos últimos seis meses com os meus textos preferidos e mais curtidos da página também :)

Antes eu morria de medo dos finais, hoje em dia, eu evito logo o começo. Covardia, eu sei. Mas crescer é perder um pouco da coragem que a gente tinha quando mais jovem, sabe? Crescer é enxergar mais o lado ruim do que o lado bom antes de tentar, é não criar mais expectativa com nada. E eu tô assim, evitando felicidades provisórias. Uma noite de sorrisos em troca de uma semana de lágrimas não é uma troca justa, se quer saber. Não tá valendo a pena toda uma incerteza em troca de momentos de atenção. É tampar o Sol com a peneira, conhece esse ditado? É me enganar e, no final, me desgastar a toa, mais uma vez. Não, não é mais isso que eu tô procu…