Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2015

Mil razões

Posso compor mais cem canções de amor, pra quê? Se quando eu canto, você some...


Ponto. Final feliz.

Soube que você está feliz. Comentaram, como quem não quer nada, que você arranjou uma nova namorada e foi promovido no emprego em que estava há alguns anos. 
Assim que terminamos, eu te excluí do Facebook com a certeza de que seria o melhor para mim. Você não gostou da ideia, mas eu precisava ser egoísta, precisava pensar em mim pela primeira vez em toda a nossa história. E me ajudou muito não saber mais o que você andava fazendo e assim não nutrir esperanças por causa da sensação de saber como estava a sua vida – como eu sempre soube. Era muito mais fácil para mim poder entrar nas minhas redes sociais e não correr o risco de ser surpreendida por nenhuma atualização deprimente sua.
O meu travesseiro sabe o quanto eu chorei. O colo da minha melhor amiga também. Mas você nunca soube, porque eu nunca fiz questão de mostrar isso. Nunca te mandei mensagem de madrugada, mesmo bêbada. Nunca te liguei implorando para que voltasse para mim. Nunca pedi para que amigos em comum te dessem recados i…