31 janeiro 2014

Amor bom é o amor que faz bem.


Eu gosto do que é fácil e nunca achei que encontraria essa facilidade em um relacionamento. Minha mãe sempre me disse: “relacionamentos são sempre complicados”. Aí a minha melhor amiga concordava, minha avó também e até a menininha no ônibus repetiu essa frase para a amiguinha dela tão criança quanto ela. É uma ideia passada de geração em geração, quase como uma regra. E eu, medrosa e crente de tudo que me diziam, já tinha aceitado isso para minha vida...

“Quando vai namorar, hein?”, me perguntavam as mesmas pessoas que tinham me colocado o terror. E eu respondia que não era a hora, afinal, eu já tinha os meus próprios problemas. Tinha um concurso para passar, uma faculdade para terminar, um livro para escrever. Se namorar era tarefa tão difícil, eu precisava de paciência e tempo para dedicação.

Foi quando ele apareceu. De forma simples e fácil. Um amigo em comum nos apresentou e pronto, ele já me convidou para sair. Sem mistério, sem todos aqueles encontros e desencontros de filmes de comédia romântica. Aceitei sem maiores pretensões e a partir daí fomos nos conhecendo pouco a pouco, dia após dia, mensagem após mensagem, noite após noite.

E eu descobri que era muito fácil conversarmos. Falávamos sem parar, por horas a fio e nunca nos faltou assunto. Percebi que até ficar em silêncio era bom com ele. Abraçados, na penumbra da noite, ouvindo nossas respirações e dizendo um milhão de coisas sem precisar emitir som algum.

Era muito simples a gente começar uma discussãozinha qualquer e mais fácil ainda nos entendermos novamente. Era natural que tentássemos melhorar um pelo outro e muito gostoso conviver a dois. Fazendo um jantar especial, assistindo à novela ou à final do campeonato brasileiro, indo ao cinema ou a um motel. Tudo tão bom e fácil.

Não tinha mistério, eu simplesmente fui perdendo o medo e a minha desconfiança. Passando a acreditar mais no que a gente tinha. Porque era muito simples lhe observar, lhe admirar os detalhes, gravá-lo em mim. E sem perceber eu já estava fazendo planos, querendo mais de nós dois e ele me acompanhando. 

Um lance qualquer virou coisa séria e eu nem pude evitar. Foi tão espontâneo! E continua sendo assim faz dias, meses e anos. Nosso amor tranquilo e tão cheio de emoções novas perdurou. E eu ainda incrédula de como tudo foi e é tão descomplicado, só cheguei a uma conclusão: Amar é fácil, as pessoas é que complicam. Frase boba, né? Mas poucos entendem e acreditam.

Durante a nossa vida esbarramos com pessoas diferentes, temos todos os tipos de casos, gostamos e desgostamos diversas vezes. Faz parte, né? A gente sempre tira um pouco de aprendizado de cada relação. Até porque, um relacionamento chegar ao fim é completamente normal. O que não é nada normal é aceitar um relacionamento complicado demais. Começou a doer muito mais do que fazer sorrir, é bom que reveja o que está acontecendo. Isso não é tão difícil assim, não é?

Porque, simplificando, amor bom é o amor que faz bem. Só por esse vale a pena lutar. Só por esse vale a pena se descabelar um pouquinho. Só esse vale. Traz paz, é calmo, fácil de se levar. O resto são outros sentimentos que se você abrir mão, deixar o espacinho ali vago, logo passa e sem perceber o amor poderá ocupar esse lugar. Você logo vai perceber a diferença dele para os outros. Confia em mim.

Comente com o Facebook:

32 comentários:

  1. Vivo essa situação do primeiro e segundo parágrafo! Todo mundo me pergunta porque que eu não namoro ou coisa do tipo, e eu só respondo: deixa isso pra depois! Pertenço ao grupo que não acredita nessa frase: "amor é fácil"acho o amor complicado, mas talvez seja porque não encontrei a pessoa certa ainda.
    Beijo
    Meu Filme virou Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvidas, viu? A gente quebra a cara muitas vezes, mas uma hora vem a recompensa! :)

      Excluir
  2. É exatamente assim o meu namoro. Depois de levar na cara umas 10 vezes, eu aceitei que o que é complicado é pq simplesmente não era pra ser. Acho que essa mania de as pessoas insistirem em algo que já deu mil provas de que está dando errado é só carência e medo de ficar sozinho, mas definitivamente, não é amor.
    Amei o texto com sempre, tô redundante já haha. Beijos!
    http://www.canseidesernerd.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente... As vezes, nós achamos que é amor, infelizmente. Só depois que se acorda e percebe a diferença!
      Hahaha pooooode continuar sendo *-* Obrigada!

      Excluir
  3. ah que bonito, sim as pessoas que complicam, nós complicamos dai se torna dificil kk.
    meu relacionamento é normal, tem brigas e discussões a toa, mas logo tudo fica bem :D


    kisu
    www.eraoutravez.com

    ResponderExcluir
  4. o texto está lindo <3
    beijos
    blogdabellas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nossa me identifiquei tanto, acho que eu sofro disso tenho um pouco de terror de relacionamentos, culpa das pessoas que meteram medo em mim, pena que meu amor fácil ainda não apareceu, mas to aqui na esperança <3

    http://artedeviver-be.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenha medo menina e nem perca as esperanças, um dia ele surge :)

      Excluir
  6. Super verdadeiro! Aprendi essa diferença recentemente... O amor é mais fácil, ainda mais quando as duas pessoas do relacionam se gostam de verdade e se esforçam pra manter ele assim.

    Beijo,
    http://almostthemoon.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. As vezes é tão fácil que nem acreditamos, mas essa é uma das lições do amor, transformar o que acham complicado em simples, simples pra quem sente.

    www.iasmincruz.com

    ResponderExcluir
  8. Que texto lindo! Lindo, lindo, lindo! Porque eu sou bem assim. Fujo de coisa difícil... ainda mais por ouvir todo mundo falar que é difícil. Uma vez já foi fácil. Afinal, se é pra piorar a vida, não precisa, certo? O amor tem que ser fácil e ser bom. Tem que ser uma coisa nos aumenta, nos poe pra cima.
    Arrasou, Carol!

    Um beijo
    www.naotenhopressa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada *-*
      Mas com certeza! Tem de vir pra somar, se não, não vale a pena!

      Excluir
  9. Ótimo texto, super real. As pessoas é que complicam demais as coisas. Amar é extremamente fácil, pense no amor de uma mãe por um filho, é uma coisa que não precisa nem de explicação. Tenha uma ótima semana, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Tenho a "sorte de um amor tranquilo", muito tranquilo, por sinal. Nos damos super bem. Somos parecidos e, nas divergências, só aprendizados, nada de discussões. "A sua loucura se parece um pouco com a minha", Clarice fez essa música para mim! haha (brincadeira)
    Linda, como sempre! Estou ficando repetitiva já. Mas não posso deixar isso de lado.

    Beijos, Ang
    Nepente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ângela, fico feliz que tenha encontrado o seu amor bom!!
      Obrigada pelos elogios, pode acreditar, não acho nada repetitivo!

      Excluir
  11. Interessante, hein! Acontece muito comigo das pessoas "tocarem o terror" falando que relacionamentos são difíceis e tal, e depois elas mesmas me perguntarem porque eu não quero namorar!
    Carol, marquei você em uma tag no meu blog! Confere lá! =]
    http://tudo-oquesou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. TEXTO MAIS QUE PERFEITO! Eu adorei Maria! Não me identifiquei porque eu não tenho namorado, haha! Mas, mesmo assim, é lindo e você colocou frases lindas no texto, tipo o título mesmo. Parabéns por ele! Bjs
    Ju
    donaurbana.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs, obrigada! Que bom que gostou das minhas palavras *-*

      Excluir
  13. Eu era assim também, me complicava, achava tudo tão difícil, até meu marido aparecer, ser tão simples, tão fácil, tão gostoso e me faz tão bem. Amor bom é quando faz bem mesmo! hehe.

    Beijos, querida. www.mabeato.blogspot.com ♥

    ResponderExcluir
  14. “Quando você vai arrumar um namorado?” “Por que você não namora?” “Por que não assumem o relacionamento?” – provavelmente as frases que mais escuto, mas a resposta é sempre a mesma ‘não nasci pra fazer isso’, mas no fundo eu acho que é medo de assumir um relacionamento, entrar nessa vida a dois, sei lá, não acho que seja pra mim, ou não seja o momento certo. Gostei muito do texto, como sempre! :)

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Medo é um grande problemas das pessoas né? Mas sabe de uma coisa? Quando realmente tiver que acontecer, nem medo nem nada vai conseguir impedir ;)
      Obrigada querida! *-*

      Excluir
  15. Minha mãe sempre dizia isso, que namorar é complicado, e como sou bem estressada ela sempre falava que eu nunca ia conseguir namorar nem um mês, mas, eu comecei namorar com 14 anos, com 15 noivei com 16 casei, tipo meu primeiro namorado, e estamos juntos até hoje. Sabe, é muito relativo. Existe um amor verdadeiro, é só se entregar sem medo.

    http://destinoincertoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que fofo... É verdade! Quando a gente encontra um amor verdadeiro, nada consegue impedir. Fico feliz que tenha encontrado tão cedo!! *-*

      Excluir
  16. Oi, Carol!

    *-*

    Adorei o texto. Acho que o amor é lindo, mas as pessoas é que o estragam e fazem dele o vilão das nossas vidas.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nina!! rss Com certezaaa, não tenha dúvidas disso!!

      Excluir