25 setembro 2014

Obrigada por me fazer acreditar de novo.


Eu nunca fui medrosa, embora tenha sentido muito medo nos últimos meses. Medo de ser feliz de novo. Medo de me machucar mais uma vez. Medo de me fechar para o mundo e acabar me tornando mais uma dessas pessoas que só reclamam da vida. E o que eu mais senti, foi medo de deixar de acreditar nas pessoas e no amor.

E isso me destruía dia após dia. Ao mesmo tempo em que me sentia aliviada por achar que estava me protegendo naturalmente de novas decepções, não conseguia enxergar essa “nova eu” como a melhor saída. Afinal, existe algo mais triste que isso? Existe algum sentido em viver sem acreditar – seja lá no que for? Posso apostar que não!

Mas você me apareceu. E não foi amor à primeira vista, nem à segunda e desconfio que nem à vigésima vez. Foi muito mais bonito e entorpecente. Foi amor quando eu parei de olhar para trás. Foi amor quando eu queria te ver em um dia em que tudo estava dando errado para mim. Foi amor quando eu sorria ao receber uma mensagem sua de bom dia. Foi amor aos poucos, sem pressa, em um ritmo que eu não conhecia, mas ocupando mais espaço a cada dia.

E quando dei por mim, a vontade de arriscar era muito maior do que todo o medo que eu sentia. Eu me esqueci do motivo pelo qual estava fugindo, eu fui deixando de vestir a minha armadura. Foi totalmente sem querer e deve ser por isso que as pessoas dizem que as melhores coisas são as que não planejamos.

Por isso, eu só queria te dizer obrigada no sentido mais puro que existe. Obrigada por me trazer de volta o que eu achei que tinha perdido. Obrigada por me fazer acreditar de novo.

Comente com o Facebook:

20 comentários:

  1. Parei pra ler seus posts e olha... surpreendente! Você escreve muito bem *-*
    Beijocas ♥

    http://donaisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. essas pessoas que entram nas nossas vidas e nos surpreendem são essenciais. :))
    Um beijo,
    Isabella
    The Urban Trends
    Sorteio: Vestido da Romwe

    ResponderExcluir
  3. Espero, sinceramente, que esse texto seja extremamente pessoal! Muito lindo, Maria! *-*

    Beijos, ♥
    Diário Nepente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha fofa! E olha, esse realmente é :)
      Muito obrigada, linda! ♥

      Excluir
  4. Ah, que lindo. E eu vou confessar que tô esperando alguém pra me fazer acreditar de novo. Tô ali, entre o segundo e o terceiro parágrafo, jurando que se essa pessoa existir pra mim, quero abraçar ela bem logo. HEHE

    Eu tô tipo acreditando que existe alguém pra me fazer acreditar, em algum lugar HEHE

    Um beijo, Carol!

    www.reinodascoisas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existir existe! Mas as vezes demora tanto a chegar né??
      O jeito é esperar rs

      Excluir
  5. Acho que você entrou na minha cabeça, vasculhou minha vida e escreveu esse texto! Brincadeira, rsrsrs. Mas eu passei exatamente por isso que você escreveu; muito bom seu texto!
    Sorteio de marcadores no blog: petalasdeliberdade.blogspot.com .

    ResponderExcluir
  6. É tão lindo quando vem uma pessoa e nos renova, nos faz acreditar de novo.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Texto lindo demais flor. É alguma inspiração ou um caso real? sou curiosa pra saber dassas coisas kkkkkk
    http://teoremademari.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Que texto lindo! O que não é novidade, né?
    Você tem talento, escreve super bem ♥

    Um beijo,
    Depois dos Dezoito

    ResponderExcluir
  9. De novo mais um texto maravilhoso!
    Esse texto me descreve muito antes de conhecer meu atual namorado/noivo/marido,
    já tinha quebrado a cara tantas vezes que tinha medo de tudo, até de ser feliz novamente.

    Um beijo,
    www.mabeato.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Bem que você falou em sintonia, Carol, me vi em várias linhas do seu texto! <3
    Em primeiro lugar, o texto ficou lindo e de uma verdade impressionante! Muito real! Nada mais justo,né? Acredito que você tem todos os motivos pra ser muito feliz, afinal, é escritora e sempre acreditou no amor!
    Em segundo (e sobre mim), vejo que nossas situações estão um pouco distantes. Sei que não é amor à vigésima vista, nem sei se é um sentimento tão pesado quanto este, só sei que é um ritmo perfeitamente acompanhável e são aqueles pequenos detalhes que me dão vontade de "continuar escrevendo"!

    Beijo, com Deus!
    http://tudo-oquesou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Primeiramente, muito obrigada por torcer pela minha felicidade!! rs
      Aham, entendo... Mas a sua história é nova, certo? A minha começou dessa maneira e deu certo, depois de muitos e muitos meses "em um ritmo que eu desconhecia". Vai que a sua também né? rs
      E lógico, só desse sentimento estar te inspirando a escrever coisas boas, já vale a pena, não acha? :)

      Excluir