Pular para o conteúdo principal

Sorte no amor.


Para com essa história de que tem azar no amor. E desde quando existe isso? Coisa mais sem cabimento! É mais fácil você ter azar no jogo mesmo, mas não no amor. Por que? Ele tá aí, disponível até demais e tanta gente se esquivando. E ainda querem culpar o pobre coitado! O que falta é sensibilidade, atenção aos detalhes. Ou você acha que ele, grandioso como é, vai chegar com uma placa ou uma sirena para que você o note? Não mesmo. Ele vem em silêncio, chega tomando conta, mas sem avisar. E é bem ligeiro também, ele não pode te esperar para sempre. Seja compreensiva vai, ele tem um mundo inteiro para rodar e se levar para as pessoas. Não pode ficar esperando que você o perceba e depois ainda que você se decida se é ou não a hora certa. Por isso, não sai por aí falando mal dele não, menina. Já viu trabalho mais ingrato que esse? Traz tanta coisa boa pra vida de uma pessoa e no final, acreditem, ainda conseguem estragar com a sua fama. Vai ver é por isso a falta de amor nesse mundo, todos se deixando levar pelas más línguas, pela loucura e descrença alheia.

Maria Carolina Araujo

Comentários

  1. O problema não é o amor e sim as pessoas.
    http://outonosdehortela.blogspot.com.br/2013/04/nova-parceria-amo-essa-loja.html

    ResponderExcluir
  2. Adorei seus textos. Super inspiradores e autoconfiantes.

    Beijos, Vê.

    www.mundodavee.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. As pessoas estão acostumadas com tudo dar errado, e por não acreditarem que dará certo, não dá mesmo
    .
    bjos

    . CHÁ DE CALMILA .

    ResponderExcluir
  4. Nossa!! Realmente você tem toda razão! Que mané é esse de azar no amor shaushaushau não tem como!

    Adolecentro

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho azar no jogo E no amor. Sou muito azarada, sério. Não culpo o amor, mas as pessoas. As pessoas que são estúpidas, não o sentimento.
    Beijos, sweetie!
    Love, Nina.
    http://omundocoloridodanina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carol!
    Tem uma tag pra você no meu blog! (:
    Beijos, amore!

    http://omundocoloridodanina.blogspot.com.br/2013/04/tag.html

    ResponderExcluir
  7. Obrigada pelos comentários lindas!!
    É sempre importante pra mim ouvir a opinião de vocês em relação aos meus pensamentos...

    ResponderExcluir
  8. A gente ver o amor nas pequenas coisas, nos pequenos detalhes. ♥
    Amei o texto.

    Seguindo :*

    http://chitafilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Ameiii seu texto!! Menina, estou apaixonada pelo seu blog, muito legal.

    bjus Girl
    apenasumdiariovirtual.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Gostei do texto, não existe azar no amor mesmo as pessoas colocam culpa em qualquer coisa pelas coisas não darem certo em suas vidas. Obrigada pela visita, te seguindo. Seu blog é lindo!

    http://elaecrista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Gostei do texto! Nada de azar no amor!
    E ele realmente aparece em silêncio, quando você não espera por ele.
    Beijos, Aline
    24 dias de primavera

    ResponderExcluir
  12. Adorei o texto,
    logo procurei outros pra ler.
    Parabéns!
    Adorei o blog, e claro, já segui.

    Beijos
    http://jufindmehere.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Meninas, muito obrigada pelo comentário de cada uma! Vou visitar o blog de vocês, sem falta!
    Voltem sempre =)

    ResponderExcluir
  14. Os textos que você posta, são totalmente perfeitos *_*

    PEQUENA JULIETA
    pequena-julieta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Que belo! E é bem verdade, é necessário parar com isso de azar no amor, tudo tem o seu tempo.

    xoxo,
    @priscilafrr
    http://cappuccinoeaconta.blogspot.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Não tenha medo de amar.

Uma coisa que eu aprendi a não ter medo é de amar. Sabe, igual todas as meninas tem? Preferem crucificar os homens, postar textos do Caio Fernando Abreu no Facebook e fica oscilando entre fingir ter amor-próprio e gritar ao mundo o quanto está sofrendo por um babaca qualquer. Parece que é mais fácil reclamar do que mudar uma realidade. Do que arriscar novamente.

Azar do cara que te largou, que te trocou, que te fez sofrer. Bola para frente, ele não é o último homem da face terra e pensando pelo lado positivo, menos um idiota que encontrará pelo caminho. Sua chance de esbarrar com alguém bacana aumentou em alguns por centos, não vê?

Generalizar que todos os homens não valem nada, que a vida é injusta, que você nunca mais vai querer outro relacionamento, sinceramente, não vai adiantar de nada. Quando o amor chegar novamente, não vai ter como fugir e tendo essas besteiras como pensamento, só vai atrasar (ou até mesmo estragar) toda uma história que te estava reservada. Você vai ficar se …

Você sabe o que você quer?

Depois de muito tempo sendo apenas passageira, vivendo totalmente sem rumo e sem um lugar para voltar, eu preciso de algumas certezas. Coisa boba, do tipo, o que você quer no momento? Digo, comigo. Com a vida. Com o amor. Está tudo envolvido, espero que saiba. Tudo ligado, mas também facilmente desligado, se for necessário.
É que o seu jeito é uma junção de tudo que eu adoro, mas o meu jeito extrovertido é o que mais chama atenção em mim. O seu sorriso é lindo, mas o meu vive sendo elogiado também. Os seus olhos são claros e vivos, mas o meu são brilhosos e me revelam muito facilmente. Gosto do seu estilo e também do meu. A questão é que, todas essas coisas são superficiais ao mesmo tempo em que denunciam logo quando tem algo errado com a gente, já percebeu?
Não quero sofrer novamente. Não quero me fechar, não quero perder o meu sorriso, não quero que as lágrimas inundem o meu rosto e principalmente, não quero passar a voltar a usar moletom. E engordar, me afundar, embarangar. Prefiro e…

Obrigada por me fazer acreditar de novo.

Eu nunca fui medrosa, embora tenha sentido muito medo nos últimos meses. Medo de ser feliz de novo. Medo de me machucar mais uma vez. Medo de me fechar para o mundo e acabar me tornando mais uma dessas pessoas que só reclamam da vida. E o que eu mais senti, foi medo de deixar de acreditar nas pessoas e no amor.
E isso me destruía dia após dia. Ao mesmo tempo em que me sentia aliviada por achar que estava me protegendo naturalmente de novas decepções, não conseguia enxergar essa “nova eu” como a melhor saída. Afinal, existe algo mais triste que isso? Existe algum sentido em viver sem acreditar – seja lá no que for? Posso apostar que não!
Mas você me apareceu. E não foi amor à primeira vista, nem à segunda e desconfio que nem à vigésima vez. Foi muito mais bonito e entorpecente. Foi amor quando eu parei de olhar para trás. Foi amor quando eu queria te ver em um dia em que tudo estava dando errado para mim. Foi amor quando eu sorria ao receber uma mensagem sua de bom dia. Foi amor aos pouc…