Pular para o conteúdo principal

Inverno.



O inverno chegou. Meia, edredom, chocolate quente. Passamos mais tempo na cama do que em qualquer outro lugar, ou pelo menos é isso que queríamos. Amo sentir o vento fresco em meu rosto e ficar com o nariz gelado. Mas sou completamente apaixonada pelo Sol e viver no Rio de Janeiro, frio é sinônimo de chuva, o que me deixa em dúvida sobre ser realmente a minha estação do ano favorita.



É importante que eu deixe claro que eu sempre fui muito bem resolvida. Emocionalmente, profissionalmente e qualquer outro mente que inventem. Nunca me senti vulnerável, tirando quando eu andava pela rua deserta chegando de uma boate qualquer vestindo minissaia justa às 5 horas da manhã.. E tirando também que eu já tenho quase 25 anos e nunca namorei. Não que isso tenha necessariamente a ver com a vulnerabilidade anterior, mas sim com o inverno.

Parte de mim prega ao mundo que, mais cedo ou mais tarde, o amor vem. A pessoa certa, o príncipe encantado e todo aquele mimimi de comédia romântica. Mas a verdade é que se antes eu não me importava, hoje o ‘mais tarde’ me deixa incomodada. Angustiada. Enfim, neurótica. Esse é o termo certo. Semana que vem eu tenho um casamento. O segundo em três meses, o que deu nessas pessoas, afinal?

Entre mágoas e por livre e espontânea vontade também, eu não sei o que é sair com alguém por mais que algumas semanas faz algum tempo. E não penso em me casar com alguém desde quando eu tinha 13 anos e esse alguém foi o garoto que eu dei o meu primeiro beijo. Isso me torna um ser sobrenatural? Não, eu sei. Mas quem sabe fora do padrão, encalhada, estranha. Isso sim.

Talvez se eu tivesse um par de meias mais adultas, se eu usasse mais calças jeans em vez de saias de paetê ou se eu fosse fã de alguma banda maneira, alguém se interessasse por mim. Talvez se eu fosse mais atraente, meu alguém aparecesse logo. Mas eu nunca me importei de verdade com isso, sou bem resolvida, esqueceu? Sim, eu esqueci. Sempre me esqueço. E se quer saber, já me decidi. O inverno não é a minha estação favorita.

Comentários

  1. Que texto perfeito. Mas quero saber se é autobiográfico? Porque tem coisas que me fizeram duvidar se são suas mesmo. Várias partes do conto me fez lembrar se de Como eu era antes de você,da Lou. VocÊ deveria ler. haha
    beijos e lindo texto!

    http://oicarolina.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto do inverno, mas o que me incomoda, como no texto mesmo diz, é a chuva, ai comecei a gostar mais do outono uma estação que não é nem tão fria e nem tão quente, perfeita pra mim rs
    Adoro seus textos, sem mais.
    Beijos.

    sonhosdegarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu amo o inverno, adoraria passar mais tempo na cama no inverno, confesso q esse texto foi bem chocante e diferente de todos os outros C:
    Bem resolvida, será? fiquei na duvida, adorei *-*

    nossoblogsecreto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Na cama e na cozinha ne

    se deixar só engordarmos (eu pelo menos) hehehe
    mas amo essa estação, tenho mais disposição do que o verão

    ResponderExcluir
  5. Vi seu texto em outro blog e vim correndo pra cá ler mais.Você é boa nisso menina.

    Sobre o inverno ?Eu gosto muito dele,

    beijoos


    http://psicodoce.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Em junho, pelo menos no Japão, as pessoas casam mais! HAHA
    E realmente, você não precisa mudar coisas em você pra conseguir alguém, vai aparecer, mais cedo ou mais tarde! XD

    adorei seu blog e estou seguindo já <3
    costurologovisto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. adoreei o texto!
    acho o inverno uma delicia *-*

    Beeijos

    http://princessjujube.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. ah!
    Eu amo o inverno, sem dúvida é minha estação preferida...
    Amo chuva, amo friozinho! Ah... nada como um chocolate quente e um livro! Hahaha
    Agora flor... vc não tem que mudar absolutamente NADA, em você para conquistar alguem...
    nem deve se chamar de encalhada também, é melhor assim
    do que sair por aí se envolvendo só por se envolver...
    sem sentimento, sem nada!
    Relaxa e deixa o tempo passar! :D

    Estou seguindo você no face e via gfc :~~
    Beijos :D
    http://psicosedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelos conselhos, mas foi apenas uma crônica.
      A maioria dos meus textos são fictícios, no máximo, mistura um pouco da realidade, mas nunca é completamente real!! :)

      Excluir
  9. Uau , flor!
    Como vc escreve bem!
    Pq não manda seus textos para editoras ?
    Vc é um talento a ser reconhecido!
    Já estou super seguindo e curtindo sua fan page lindona e te
    convido a me seguir tb e curtir a fan page do meu
    blog.
    nossoblogdemodaa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Você escreve muito bem ♥ #seguindo

    http://historiaimperfeita.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu amei este seu textinho ... *--*
    Seguindo liinda... Da uma passadinha, e se gostar segue ?
    http://devaneiosde-umasonhadora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ai, que vontade de abraçar. Não pensa isso, por favor! Não são saias de paetês que vão fazer você ser atraente, você é quem você é, de moletom e com preguiça de sair, assim mesmo. Com certeza, quando estiver distraída demais pra perceber, vai acontecer, bem assim, com uma pessoa super legal pra você, que seja seu amigo, além dos brilhos temporários!

    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
  13. Oi Maria , puxa que texto lindo ! Me identifiquei .. tipo mt !
    Tô seguindo aqui <3
    Vem visitar meu cantinho se puder !

    www.sonhando-porai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Como eu me identifiquei com esse texto, e inverno é minha estação preferida <3

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Você colocou nesse texto um de meus maiores medos... Parabéns pela escrita!

    Beijos,
    http://caheoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Tu escreve super bem. Beijão <3

    www.detalhesamor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Belo texto e como a personagem, ja passei muito inverno sozinha rsssmas cada pé tem a sua meia rsss e eu encontrei a minha hoje meu inverno já é mais quentinho
    http://www.jeitosimplesdeser.com.br/
    http://www.youtube.com/user/JeitoSimplesdeSer
    Bjim e bom dia

    ResponderExcluir
  18. Belíssimo texto! :)
    beijo

    marinaalessandra.blogspot.com
    @mariinaale

    ResponderExcluir
  19. Amei o texto, afinal amo o inverno e os hábitos que ele traz! Ótima Semana, beijos!

    Blog Paisagem de Janela
    paisagemdejanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. O amor demora a chegar, mas quando ele vem...vem para durar longos anos.
    Não é a maneira como você se vesti que vai te tornar mais atraente, e sim, o que você é por dentro. Seja no seu jeito inseguro, delicado ou decidido. ;)
    Gostei do texto!

    Beijo
    http://criandorabiscos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. É engraçado como essas "crises" vêm do nada!
    Estive pensando - e escrevendo - sobre isso tbm.
    O tempo começa a passar e bate um desespero do "nunca acontecer", mesmo quando uma parte de nós acredita que vai dar certo (ou tenta não perder as esperanças).

    Não gosto do frio. Prefiro o sol quente que diz que tudo dará certo!

    Um beijo,

    http://algumasobservacoes.blogspot.com/
    http://escritoshumanos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  22. MEDElS! Que texto lindoooo! Perfeito, menino!
    Com o passar da leitura fui me identificando muito com ela, tirando a parte que eu não sou bem resolvida e amo demais o frio. Mas digo na parte do amor.
    Serio, amei demais o seu texto!
    Parabéns!
    http://queridamaiscafe.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  23. Ai eu também não considero o inverno minha estação preferida rs Ai em partes me identifiquei, acredito que ninguém precisa mudar nem ter pressa para se apaixonar, basta ser nós mesmos.
    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Nossa! Sempre me identifico sobre oq vc escreve hahaha.
    E olha, acho que isso é ser seletiva. Todo mundo que vive namorando ou saindo com algum carinha é porque escolhe pouco. E vc sabe: oferta baixa, muita procura.
    Ninguém perde por ficar sozinho. Ter um namorado é algo sério que envolve investimento e desgasta. Não vale a pena se não for alguém incrível.
    http://www.canseidesernerd.com

    ResponderExcluir
  25. O inverno também não é minha estação favorita. Mas diz ele não é tãão gostoso? Rsrs'
    Amor verdadeiro é uma cosa predestinada. E às vezes o que o destino nos prepara não é exatamente como queríamos que fosse.
    O verdadeiro amor sempre chega. Um dia de mansinho, quando você menos esperar ele toma conta de você.

    Parabéns por mais um texto maravilhoso.


    Beijos.
    Mundodavee.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Adorei como você relacionou o inverno ao amor! Sei lá, eu também vejo assim.. Eu odeio o inverno, simplesmente porque ele deixa as coisas mais tristes, sem vida..

    Beijinhos, Garota Inocente

    ResponderExcluir
  27. Nossa, você consegue escrever perfeitamente e descrever o que sente de uma forma linda.
    Espero que você encontre o seu amor. E caso te conforte, também não gosto do inverno e tenho medo de certas situaçoes.

    http://o-doce-mundo.blogspot.com.br/
    Sua escrita melhorou (mais do que já era boa) muito de um tempo pra cá! Eu dei uma sumidinha do seu blog Carol, mas tinha perdido o link. xx

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Você sabe o que você quer?

Depois de muito tempo sendo apenas passageira, vivendo totalmente sem rumo e sem um lugar para voltar, eu preciso de algumas certezas. Coisa boba, do tipo, o que você quer no momento? Digo, comigo. Com a vida. Com o amor. Está tudo envolvido, espero que saiba. Tudo ligado, mas também facilmente desligado, se for necessário . É que o seu jeito é uma junção de tudo que eu adoro, mas o meu jeito extrovertido é o que mais chama atenção em mim. O seu sorriso é lindo, mas o meu vive sendo elogiado também. Os seus olhos são claros e vivos, mas o meu são brilhosos e me revelam muito facilmente. Gosto do seu estilo e também do meu. A questão é que, todas essas coisas são superficiais ao mesmo tempo em que denunciam logo quando tem algo errado com a gente, já percebeu? Não quero sofrer novamente. Não quero me fechar, não quero perder o meu sorriso, não quero que as lágrimas inundem o meu rosto e principalmente, não quero passar a voltar a usar moletom. E engordar, me afundar, embara

Não estou indo para a forca!

Hoje o dia acordou cinzento e ensopado. Isso é diretamente responsável por 30% do meu mau humor matinal, tem coisa mais desanimadora do que acordar cedo no frio e com chuva? Liguei o chuveiro na temperatura pelando e sem pensar em horário, tomei um banho longo com o intuito de relaxar. Fiz um coração (e ainda escrevi a letra P) no espelho embaçado por causa do calor e após me arrumar, desci para tomar o meu café da manhã. Mamãe me deu um bom dia animado – mais que o normal. Papai apenas olhou para mim e sorriu de lado. E a minha irmã a essa hora ainda nem tinha levantado. Na televisão falava sobre exercícios importantes para o cérebro se manter ativo. Descobri que o meu deve estar para lá de sarado, porque a dica número um é ler . Enquanto o meu pão esquentava, eu arrumava a minha mochila para o longo e novo dia que estava por vir. Peguei o meu fone, “A Última Carta de Amor”, livro que estou lendo no momento e a minha carteira. Basicamente é disso que eu preciso. O celular já estava

2013

2013 . Quem se atreve a dizer que foi o melhor ou pior ano da sua vida? Se você consegue, sorte a sua! Para mim, confesso, ainda não consegui nem me decidir se foi um ano bom ou um ano ruim. Foi um dos anos que mais aconteceram coisas, muitas surpresas, decepções, novidades, recomeços...  Percebi que foram 365 dias bem divididos entre dias maravilhosos e dias tristes. E em cada área da minha vida tudo foi acontecendo de uma forma diferente da que eu esperava. Eu achei que em certo ramo estava estável e muito bem resolvida, mas exatamente nessa a vida me deu uma rasteira braba. Onde eu desejava tanto que algo acontecesse, não vi mudanças. Batalhei por objetivos que não foram alcançados, mas fui recompensada com surpresas incríveis.  E hoje eu posso ver que sobrou um imenso aprendizado. Aprendizado da vida, de mim mesma, das pessoas. Foi o ano em que mais fui exigida! Emocionalmente, com certeza. Mas também nas minhas responsabilidades, nas minhas relações, na minha mente