Pular para o conteúdo principal

Desapega!


A moda agora é ser desapegada. Pois se for assim, eu sou desse jeito. Só que eu sou desapegada de mim também. Não penso duas vezes antes de me entregar a qualquer situação, pessoa, vontade. Me dou de bandeja, me desfaço de mim muito fácil. Às vezes me meto em cada uma... Só Deus sabe o que eu já passei! Mas tô aqui não tô? Até falo com orgulho dessa minha filosofia, se assim posso dizer. Ser desapegada vai muito além de esnobar o cara pra ver se ele corre atrás de você, de se fazer de durona pros outros quando na verdade só o teu travesseiro sabe o quanto se afoga todas as noites. Ser desapegada, fique sabendo, é ser livre. Livre pra fazer o que der na telha. Livre de rótulos, de seguir normas pré-estabelecidas pela sociedade. Livre pra sentir toda a dor do mundo, mas também para viver qualquer loucura mesmo que lhe custe caro. É ligar pro cara se estiver com vontade, porque se ele tiver afim, vai achar o máximo, se não, nem que você vire a Gisele Bundchen vai mudar alguma coisa. Desapega. Desapega dessa neura, desses medos, dessa mania de pensar demais. Nos outros, no amanhã, no quanto vai valer a pena. Apostas altas geram recompensas altas. Perder pouco ainda assim é perder, não se esqueça disso. 

Comentários

  1. É inevitável,qnd vejo,já apeguei.
    blogredpepper.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi linda como vai ?
    Acabei de conheçer seu blog e adorei ja estou te seguindo viu flor ..
    Adorei essa nova moda se ser livre..
    Te convido para visitar meu blog, tem um post bem legal lá e ficaria mt feliz em te ver por lá (:
    beijinhos e otima semana *-*
    http://faaniilairy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto, afinal eu sempre gosto dos seus textos rs.
    Eu queria ser mais desapegada de tudo, mas eu não sou assim, infelizmente.
    Beijos.


    sonhosdegarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a sua mensagem, tentarei segui-la, porque sou muito neurótica sabe?

    http://nossoblogsecreto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que bonito. *-*
    Gostei e até me identifiquei um pouco, adoro textos que eu me identifico.

    Coral,
    http://universeforwords.com

    ResponderExcluir
  6. Tenho que me desapegar de muitas coisas, e acredito que esse texto tenha me ajudado a refletir sobre o assunto. Vivo me prendendo ao passado, á paixões de adolescente. Beijos!

    NOSSO CAPRICHO
    apsmass.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Olá! Muito Boa a sua mensagem, tem realmente que desapegar de muitas coisas, e esse texto ajudou e muito. Ficar com aquilo uma internidade é muito ruim. Temos que desapegar, realmente. Muito obrigada por comentar no DF,volte sempre. Boa Segunda!
    diario-feminino-blog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Mas um texto bacana,
    Adorei.. Aliás sempre gosto dos seus textos não é mesmo??

    Sou Bibliófila

    ResponderExcluir
  9. Adorei o texto, isso faz parte do ser humano se apegar demais e acabar desapegando de si mesmo né, mas tudo tem um limite, eu acho que quando chega a hora da pessoa amar mais o próximo do que a si mesmo, já é um erro né.
    Beijinhos
    Facebook do blog
    conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Eu acho uma ótima filosofia mesmo haha é bem melhor ser desapegada :)
    bjss

    www.izabellagrimaldi.com

    ResponderExcluir
  11. "A moda agora é ser desapegada. Pois se for assim, eu sou desse jeito. Só que eu sou desapegada de mim também. Não penso duas vezes antes de me entregar a qualquer situação, pessoa, vontade." MUITO EU! Adorei o texto! ;)

    osdetalhesdeumavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Sou muito apegada a tudo e a todos, mas hoje em dia é comum a pessoa querer desapega-se.

    http://iasmincruz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Ain, que lindo... hoje, a situação está cada vez mais complicada D;

    @esteffanifontes, do blog Aos Dezesseis Anos
    Facebook - aosdezesseisanos.blogspot.com.br
    Gostei muito do post! rs Boa taaarde amor s2

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Inspiração: ilustrando o amor

O meu tema preferido é o amor, mas acho que isso dá pra perceber né? rs E há  alguns meses eu vi uma matéria linda no site Hypeness  sobre um ilustrador coreano, Puuung , que se inspira em momentos simples, daqueles que a gente consegue enxergar claramente o amor no dia a dia de um casal, para criar suas ilustrações. Hoje ela apareceu novamente na minha timeline, e eu senti que precisava compartilhar por aqui esse trabalho tão incrível e que nos arranca sorrisos e suspiros.  Abaixo estão algumas das minhas preferidas, mas indico que vocês cliquem no link para conhecer melhor o ilustrador.  Sorte de quem consegue se identificar com os momentos ilustrados né? ♥

Você sabe o que você quer?

Depois de muito tempo sendo apenas passageira, vivendo totalmente sem rumo e sem um lugar para voltar, eu preciso de algumas certezas. Coisa boba, do tipo, o que você quer no momento? Digo, comigo. Com a vida. Com o amor. Está tudo envolvido, espero que saiba. Tudo ligado, mas também facilmente desligado, se for necessário . É que o seu jeito é uma junção de tudo que eu adoro, mas o meu jeito extrovertido é o que mais chama atenção em mim. O seu sorriso é lindo, mas o meu vive sendo elogiado também. Os seus olhos são claros e vivos, mas o meu são brilhosos e me revelam muito facilmente. Gosto do seu estilo e também do meu. A questão é que, todas essas coisas são superficiais ao mesmo tempo em que denunciam logo quando tem algo errado com a gente, já percebeu? Não quero sofrer novamente. Não quero me fechar, não quero perder o meu sorriso, não quero que as lágrimas inundem o meu rosto e principalmente, não quero passar a voltar a usar moletom. E engordar, me afundar, embara

Com o coração já tão despedaçado, o que mais eu tenho a perder?

Eu sei, eu estraguei a nossa noite que você tinha preparado com tanto cuidado.  Eu sei, eu fui covarde e imatura.  Eu sei, eu te assustei quando você acordou de madrugada e me pegou chorando na sala. A verdade é que eu entrei em desespero, ok? Porque eu senti o meu coração se abrindo. Eu acreditei em você, nas suas palavras, na verdade do seu sorriso ao me contar dos seus planos para gente, e caramba, não devia acontecer isso! O combinado era que eu não me entregaria a ninguém, o combinado era me manter distante e protegida.  Porque eu realmente não sei se estou preparada para encarar as minhas feridas, passar por cima dos meus traumas e me permitir ser feliz sem pensar no que pode ou não acontecer. É que é inevitável, a gente fica meio desacreditado, sabe? Ver a mesma história se repetindo tantas vezes... Por que logo com você seria diferente? Por que eu teria que te dar um voto de confiança? E, se quer saber, eu encontrei a minha resposta sem precisar responder coisa al